Novidades Tecnológicas

23.03.2016| Bata palmas e as cadeiras encontram o seu espaço

E se, de cada vez que se levantasse da sua cadeira e abandonasse a divisão em que está, a deixasse ali mesmo, a meio do caminho, sem se dar ao trabalho de a arrumar? A ideia parece caótica, capaz de deixar a sua casa (ou escritório) numa confusão. Mas talvez essa prática venha a ser uma realidade no futuro, a julgar por alguns testes que já vão surgindo.

O primeiro foi feito pela Nissan. A multinacional japonesa até já tem prática em objetos que se arrumam (ou estacionam) sozinhos. E, para quem o faz com carros, fazê-lo com cadeiras é uma brincadeira de crianças.
O sistema funciona através de quatro câmaras especiais, instaladas na divisão em que as cadeiras se encontram, que processam informação relativamente à localização das cadeiras e ao caminho que têm de fazer até à sua rota de destino (um alvo identificado, igualmente, a partir das filmagens).
A partir daí, após o som emitido por palmas, as rodas das cadeiras passam a ser controladas de forma remota por computadores, acabando por se arrumar sozinhas em um dos espaços livres, abaixo da secretária.

SAIBA MAIS – VEJA O VIDEO

01.02.2016| O foguetão de Jeff Bezos vai permitir viagens ao espaço muito mais baratas

O foguetão espacial de Jeff Bezos, atingiu um marco histórico, aterrando intacto na Terra em posição vertical.

O foguetão espacial da Blue Origin, empresa fundada pelo líder da Amazon Jeff Bezos, atingiu um marco histórico viajando 100 quilómetros no espaço e aterrando intacto na Terra na posição vertical.

No passado, os foguetões eram descartados após uma viagem ao espaço, mas esta inovação da empresa de Jeff Bezos vai permitir reutilizar os foguetões e fazer com que as viagens ao espaço se tornem muito mais baratas.

 

SAIBA MAIS – VEJA O VIDEO

05.01.2016| Medir a temperatura em 2016

O termômetro Thermo é um dispositivo que monitoriza a temperatura corporal através da artéria temporal.

O termômetro faz uso de 16 sensores infravermelhos que realizam 4000 medições instantâneas para detetar a temperatura final, e o resultado pode se consultar numa app de um smartphone, graças à conexão wifi ou Bluetooth.

 

SAIBA MAIS – VEJA O VIDEO

11.12.2015 | Polícia manda parar Google Car por andar devagar demais

Conduzir demasiado devagar é uma infração da qual não ouvimos falar muito frequentemente. Mas foi exatamente por isso que o Google Car foi mandado parar pelas autoridades. O modelo de condução autónoma da Google circulava a 40km/h numa zona onde a velocidade mínima permitida era de 56km/h.

Os veículos totalmente automatizados não estão mais no reino da ficção científica; é possível ver os carros da Google nas ruas de Mountain View, na Califórnia, bem como os carros da Volvo em cidades da Suécia. Todos os grandes fabricantes estão a trabalhar neste tipo de veículo.

Já existem caminhões autoconduzidos a realizar testes nas estradas e tratores.

 

Veja o vídeo do Google car

09.11.2015 | Amazon prepara-se para altura mais concorrida do ano com robots Kiva

A gigante do comércio eletrónico Amazon tem mais de 15 mil robôs nos seus armazéns mais avançados nos Estados Unidos, para ajudar os seus empregados humanos a enfrentar as encomendas de Natal.

Depois de no ano passado ter promovido a ideia de usar drones na entrega das encomendas, este Natal a Amazon abriu as portas dos seus armazéns para mostrar que a aposta na robótica já é uma realidade. Os robôs foram desenvolvidos pela Kiva Systems, uma empresa que a Amazon comprou em 2012, e ajudam os mais de 117 mil empregados da empresa – espalhados por todo o mundo. E os mais de 80 mil que contrata nesta altura do ano.

 

VEJA O VIDEO

09.10.2015 | Já é possível controlar peixes (de balão) com o poder da mente

Engenheiros da Open BCI, uma empresa de tecnologia especializada em impulsos cerebrais, desenvolveram uma maneira de coordenar com a mente o balão de controle remoto produzido pela Air Swimmers. Em outras palavras, o bichão de plástico é guiado totalmente por eletrodos utilizados pelos cientistas.

O projeto segue a mesma linha do drone e do braço robótico comandado por sinais mentais. Pode não parecer grande coisa, mas iniciativas como esta podem ajudar na expansão dos estudos sobre a ligação do cérebro humano com a tecnologia.

VEJA COMO FUNCIONA

 

29.06.2015 | O Tango foi disponibilizado para compra através da Play Store americana

As vendas estão abertas ao grande público, e não somente aos desenvolvedores pré-cadastrados, como funcionava anteriormente. Embora esteja disponível para compra, o smartphone que entende diferentes contextos de fala e possui percepção quase humana é um dispositivo avançado, e não foi concebido para o consumidor final. Entre suas configurações avançadas, existe a possibilidade de medição precisa de locais fechados e a algumas funções que simulam cenários de realidade aumentada.

Por trás de sua criação estão anos de pesquisa e desenvolvimento em robótica e computação e parcerias do ATAP (sigla para “Advanced Technology and Projects”, um braço do Google voltado para projetos complexos de tecnologia) com universidades de nove países. Assim, foi possível juntar todo esse conhecimento em uma carcaça bem pequena sem perder a funcionalidade.

Veja Mais em:

https://www.google.com/atap/project-tango/

28.05.2015 | O BRINQUEDO INTELIGENTE CogniToys

Os brinquedos infantis estão cada vez mais inteligentes e pensando nisso a desenvolvedora Elemental Path resolveu incrementar seu novo produto com um supercomputador IBM Watson. Com formato de dinossauro T-Rex, mas bem amigável, os CogniToys permitem comunicações mais avançadas com os pequenos usuários como funções educacionais e até conversar de forma mais real.

A companhia que tem como co-fundadores Donald Coolidge e JP Benini é a primeira a desenvolver brinquedos com tecnologia do supercomputador IBM Watson. Graças a isso que é possível implementar recursos mais avançados nos CogniToys. O IBM Watson é uma tecnologia cognitiva que processa a informação de forma mais semelhante com um humano, com a compreensão de diferentes tipos de linguagens, gerando interações mais reais do que um computador comum sem todo o seu poder.

 

Veja mais sobre o supercomputador IBM Watson

https://www.ibm.com/smarterplanet/us/en/ibmwatson/

 

Veja o vídeo dos Cognitoys

https://www.youtube.com/watch?v=o1tm5Xs5vIw

09.04.2015 | Project ARA, o smartphone modular

Project ARA, o smartphone modular Caso ainda não esteja familiarizado com o termo, Project Ara é o nome atribuído ao projeto ousado do Google que irá elevar o nível de customização de seu smartphone. Hoje, é possível fazer customizações relacionadas a aparência, com opções básicas como o acréscimo de acessórios e capas, porém, já em agosto deste ano, poderemos modificar completamente o hardware do aparelho, acrescentando mais memória interna, adquirindo uma câmera com um sensor mais avançado, etc, tudo isso através de mini blocos/módulos em que cada um deles representará um item do smartphone. Basicamente, um smartphone Ara é composto por um endoesqueleto e os módulos. Através desse esqueleto interno é possível reunir até 11 módulos, que nada mais é do que os pequenos blocos que irão formar cada parte do smartphone.

Basicamente, um smartphone Ara é composto por um endoesqueleto e os módulos. Através desse esqueleto interno é possível reunir até 11 módulos, que nada mais é do que os pequenos blocos que irão formar cada parte do smartphone. Com este formato, um modelo com 8 MP de câmera pode ser atualizado para um de 16 MP por exemplo, mantendo toda a estrutura anterior do aparelho. Logicamente que para cada modelo de smartphone modular serão lançados uma quantidade exata de blocos compatíveis, e o usuário irá escolher dentre aquela faixa de opções disponíveis.

 

Veja mais em: https://exameinformatica.sapo.pt/videos/reporterei/2015-04-08-Project-Ara-da-Google-no-MWC-2015

24.03.2015 | Mindleap: Realidade Virtual através do pensamento Humano

Saiba mais sobre a Beltrão Coelho…